Black Metal – humanidade singularizada em música

Eu sempre me vi em busca de um particular cubiculo de auto-suficiência, as vezes acho que consigo, as vezes não, antes de escutar black metal, eu freguentava a igreja de tempos em tempos, não cuspirei no prato que comi, mas era aterrador a paz que ela transmitia.

Foi nisso que eu finalmente entendi a finalidade da igreja e da religião em geral, e o porque de serem tão amadas e procuradas, elas nós deixam alheios a realidade, nós torna fortes em momentos de fraqueza, afinal, acreditar em um ser divino que vai te apoiar e segurar sua mão em momentos de merda é algo realmente confortador, um ser poderoso, onipotente, onipresente e onisciente, que sabe de tudo, ver tudo e faz tudo, e ele está guardando-te, isso é maravilhoso.

Pode até ser um pensamento bem descarado, não dúvido que seja, é algo bem obvio, mas vocês já sentiram a sensação de ter ciência de algo, mas nunca parar para analizar? Mas quando você para e olha, grita um “WooW”, afinal, você finalmente compreendeu, foi basicamente isso.

Eu vi o quanto meus familiares e, inclusive eu, somos fracos e necessitamos de uma mãozinha divina nós momentos dificeis, já rezei quando estava na merda, não irei negar, mas faz algum tempo, é um placebo terrível.

Image

A palavra Satanás, que tem origem e etimologia derivadas da raiz semítica, significando de um ser hostil ou acusador, o Tanach usa como significado de opositor, se formos pensar “Satanás=Lucifer”, devemos vê-lo como um lider de uma rebelião, um revolucionário talvez… Por que não colocá-lo desta forma?

O black metal é isso, oposição, oposição ao pensamento arcaico construido por fundamentalistas que colocam um livro de dois mil anos como um manual de como se viver em uma sociedade, o black metal é o homem, o homem vivo, com pensamento próprio, com liberdade para ter desejos, ter seus pecados, suas lastímas e sua crença apenas no real, no que existe, no que se sente, no que ele sabe que está ali, ele mesmo e seus defeitos, sem idealização de um ser superior perfeito que não comete erros, apenas a respiração e arte, de um ser imperfeito e errado, que é o ser humano.

Image

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s